CESPE/UnB
Fale Conosco
Fone: 61 3448.0100
Fax: 61 3448.0110
e-mail: sac@cespe.unb.br
  Início     Profissiografia e Mapeamento     Ajuda  


Profissiografia e Mapeamento

Análise Profissiográfica e Mapeamento de Competências

Além de realizar concursos públicos, seleções e avaliações educacionais, o Cespe/UnB passou a oferecer mais dois serviços: a Análise Profissiográfica e o Mapeamento de Competências. As duas propostas são oferecidas para instituições públicas e privadas interessadas em aprimorar processos organizacionais, bem como identificar e desenvolver o perfil do profissional necessário ao exercício das tarefas e atribuições de um determinado cargo ou função.

Análise Profissiográfica

A Análise profissiográfica consiste em uma proposta metodológica que tem como objetivo norteador a elaboração do perfil profissiográfico de um determinado cargo por meio de uma análise detalhada de suas características e necessidades. Nesta intervenção são identificadas as atribuições, responsabilidades e tarefas realizadas, incluindo requisitos psicológicos e características restritivas para o cargo. Vale destacar que essa técnica é pautada nos cânones da ciência e permite o estabelecimento de um perfil profissiográfico validado, a partir de dados obtidos com a própria população ocupante do cargo.

Mapeamento de competências

O Mapeamento de Competências é um dos processos fundamentais para a implementação da gestão por competências nas organizações, podendo abranger toda a empresa ou apenas determinadas áreas, funções ou cargos. A partir desse processo, são identificados os conhecimentos, as habilidades e as atitudes necessárias para o desempenho competente do cargo. O mapeamento permite a elaboração e a descrição do perfil de competências profissionais técnicas e comportamentais exigidas para o cargo.

  1. Competências técnicas: são definidas pelos conhecimentos e habilidades proximais ao cargo, que devem ser aplicados em tarefas, responsabilidades, atribuições e funções específicas dos cargos analisados. Indicam o “saber” e o “saber fazer” necessários à execução das tarefas do cargo ou função.
  2. Competências comportamentais: contemplam habilidades distais e atitudes compatíveis com as atribuições que devem ser desempenhadas em determinado cargo. Refere-se ao “querer fazer” no desempenho competente do cargo ou da função.

Análise Profissiográfica e Mapeamento de Competências

Seguindo a prática atual de gestão do capital humano no trabalho, pode-se aliar a metodologia da análise profissiográfica à do mapeamento de competências por meio do estudo aprofundado e detalhado das atribuições e responsabilidades de um cargo em consonância com o levantamento do perfil de competências exigido para o desempenho do mesmo. A junção das duas metodologias agrega valor ao planejamento de ações voltadas ao desenvolvimento das pessoas e à busca pelo desempenho competente no contexto das organizações.

Coelho Jr., Faiad, Caetano e Albuquerque (2009) identificaram doze diferentes contribuições que os produtos de análise profissiográfica e de mapeamento de competências podem trazer para as instituições:

  1. Elaboração e re-desenho contínuo do planejamento tático e estratégico das instituições.
  2. Provimento de insumo para ações de planejamento, controle, análise e intervenções na estrutura organizacional.
  3. Maximização do grau de expertise e de excelência dos serviços prestados pela instituição à população.
  4. Possibilidade de agregar valor às ações desenvolvidas no âmbito estratégico da instituição para a valorização do capital humano no trabalho.
  5. Valorização do capital intelectual com vias à otimização dos processos organizacionais e metas, objetivos e expectativas de desempenho previamente planejadas e definidas pela instituição.
  6. Perspectivas de atuação definidas com base em indicadores de fato e de tendências, conforme pressupostos teóricos advindos do Balanced Scorecard e de gestão estratégica do negócio ou foco de atuação.
  7. Subsídios para cursos de capacitação e formação, a partir de um levantamento prévio das tarefas (importância, frequência e dificuldade de execução das tarefas) como diagnóstico para maiores necessidades de treinamento dos cargos, bem como a identificação das competências (por importância e domínio de repertório) a serem trabalhadas.
  8. Embasamento aos processos de recrutamento e seleção, ancorados na visão de competências esperadas e necessárias para o bom desempenho dos cargos.
  9. Insumos para planejamento de ações na área de treinamento e desenvolvimento, com a identificação das maiores demandas do cargo.
  10. Avaliação de desempenho focada no cargo e por meio de competências, com foco no planejamento do trabalho e na organização racional das atividades.
  11. Dados para estudo sobre cultura e subculturas organizacionais e seus constituintes.
  12. Indicadores de análise para suporte ou apoio às ações de acompanhamento biopsicossocial dos servidores, no que tange a projetos de qualidade de vida ou mesmo, especificamente, ao acompanhamento psicológico em diferentes instâncias.

Além dos produtos de profissiografia e mapeamento, o Cespe/UnB oferece às instituições o processo de capacitação dos profissionais para continuidade e uso das metodologias. São oferecidos presencialmente ou a distância os cursos de:

  • Análise Profissiográfica
  • Mapeamento de Competências
  • Avaliação de Desempenho

É importante destacar que a partir do Decreto no. 7.308 de 22 de setembro de 2010 há a exigência do perfil profissiográfico para todo cargo avaliado em concurso público, como segue:

Art.14
§ 3o. Os requisitos psicológicos para o desempenho no cargo deverão ser estabelecidos previamente, por meio de estudo científico das atribuições e responsabilidades dos cargos, decrição detalhada das atividades e tarefas, identificação dos conhecimentos, habilidades e características pessoais necessários para sua execução e identificação de características restritivas ou impeditivas para o cargo.

Equipe Técnica:

Anelise Salazar Albuquerque (Doutora em Psicologia Social e do Trabalho pela Universidade de Brasília – UnB)
Cristiane Faiad (Doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília – UnB)
Maurício Sarmet (Mestre em Psicologia Social e do Trabalho pela Universidade de Brasília – UnB)
Patrícia Fagundes Caetano (Mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília – UnB)
Stela Gomes (Mestranda em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília – UnB)

Mais informações:

Central de Atendimento
(61) 3448-0100